09/07/2013 - 11h39
Por Assessoria de Comunicação SESAPI - secsaudepi@gmail.com

Plano de Pactuação da Rede Psicossocial será apresentado durante Simpósio

Será discutida a importância dos componentes que formam o Plano da RAPS

Tamanho da fonte  

Os 11 municípios do Território Planície Litorânea, localizados ao Norte do Piauí, participarão, no próximo dia 12, de uma reunião para tratar sobre o Plano de Pactuação da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS). O encontro acontecerá durante o II Simpósio Álcool e outras Drogas na Contemporaneidade, que a Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) promoverá em Luís Correia, no próximo final de semana. A reunião, no entanto, será coordenada pela Gerência de Atenção à Saúde Mental.

Será discutida junto aos 11 secretários municipais de Saúde a importância dos componentes que formam o Plano da RAPS e como essas diretrizes deverão ser implantadas nos municípios do Território Planície Litorânea. 

De acordo com Leda Trindade, gerente de Atenção à Saúde Mental, a pactuação estabelece o compromisso entre o Governo do Estado e as prefeituras desse Território, que, segundo ela, “se unem para coordenar e executar os componentes estabelecidos pelo Ministério da Saúde, que vão desde princípios que envolvem as Equipes de Saúde da Família, até a criação de leitos em hospitais e unidades de acolhimento para tratamento psicossocial”, explica.

Dentro do Plano de Pactuação da Rede Psicossocial estão, ainda, os componentes estabelecidos pela Portaria 3088, de 23 de janeiro de 2011, do Ministério da Saúde, que envolvem as áreas da Atenção Básica, Atenção de Urgência e Emergência, Atenção Hospitalar, Atenção Especializada aos Centros de Apoio Psicossocial (CAPS), Residências Terapêuticas, Reinserção Social e Reabilitação Social.

Os secretários municipais de Saúde participarão, ainda, juntamente com os demais profissionais das áreas da Saúde, Educação e Trânsito, das palestras e debates dentro da programação do II Simpósio Álcool e outras Drogas na Contemporaneidade. A gerente de Atenção à Saúde Mental, Leda Trindade, abordará os temas relacionados à Rede de Atenção Psicossocial do Estado, durante palestra.

“Na oportunidade iremos apresentar a importância da RAPS. Através dessas ações poderemos amenizar o problema das drogas, que se alastrou de forma assustadora em todo o Brasil. Através deste Simpósio iremos mostrar o que deve ser feito e o que já foi realizado pelo Governo do Estado, pois estamos trabalhando com os eixos de prevenção, tratamento e reabilitação”, destaca Leda Trindade.

Assim como na edição realizada em Teresina, o Simpósio traz, novamente, o professor José Mauro Braz de Lima, doutor em Neurologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, que ministrará aos participantes palestras sobre Álcool e Trânsito e sobre a Síndrome Alcoólica Fetal (SAF).
 

Por Adrianno Magno


Comente!


16/12/2017 as 18:34h

Mutirão de cirurgias atende mais de 200 pacientes da Planície Litorânea

Com cirurgias de catarata e geral

15/12/2017 as 15:06h

HEDA vai realizar 200 cirurgias de catarata neste final de semana

E ainda 25 cirurgias gerais

15/12/2017 as 14:51h

Saúde começa a executar plano de ação do Projeto de Reestruturação

Técnicos do Conass apresentaram o plano para o Governador

15/12/2017 as 13:25h

Conselho Federal de Medicina atualiza regras para diagnóstico de morte encefálica

As regras foram publicadas no Diário Oficial da União

15/12/2017 as 12:06h

HGV utiliza técnica inovadora para tratamento de varizes

Os procedimentos serão feitos em parceria com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Vascular

15/12/2017 as 12:03h

HGV realiza o 50º mutirão cirúrgico do ano neste sábado (16)

Somente com os mutirões, cerca de 1.500 pacientes foram beneficiados