01/01/2018 - 16h34
Por Assessoria de Comunicação SESAPI - secsaudepi@gmail.com

Maternidade Evangelina Rosa recebe prêmios e realiza cerca de 9 mil partos em 2017

MDER passou por grandes transformações

Tamanho da fonte  
Maternidade Evangelina Rosa recebe prêmios e realiza cerca de 9 mil partos em 2017

A Maternidade Evangelina Rosa (MDER), a maior do Estado e do país em atendimentos exclusivamente pelo sistema Único de Saúde (SUS), fecha o ano de 2017 com saldo positivo. No decorrer deste ano, a MDER passou por grandes transformações, cumpriu e superou metas de trabalho. Ações integraram o processo de melhorias pelos quais passa a Instituição.

Prêmios
Conhecida e reconhecida como referência no Piauí e em outros estados, a Maternidade Dona Evangelina Rosa (MDER), ao longo do ano de 2017, colecionou dezenas títulos e destaques em nível nacional pelo trabalho de excelência. O Serviço de Atendimento às Mulheres Vítimas de Violência Sexual (Samvvis) foi citado em rede nacional, no Programa Profissão Repórter, da Rede Globo no mês de agosto. O programa jornalístico divulgou uma série de reportagens sobre abortos legais e dificuldades encontradas por mulheres que se enquadram na lei. Enquanto a falta de informação do serviço público, segundo a reportagem, foi citada, em outros estados, o serviço da Maternidade foi citado como referência em atendimento, mostrando como se dá o acolhimento às vítimas de violência, no Samvvis. A reportagem mencionou o trabalho da equipe multiprofissional desenvolvido no setor que, comparado a outras cidades brasileiras, é feito de forma ágil e humanizada. Um trabalho de tamanha eficácia que ainda acolhe mulheres de quatro estados. O Samvvis foi criado há 13 anos e funciona como um serviço específico para atender às mulheres vítimas de violência sexual. Durante todo o Serviço atendeu mais de 500 mulheres. Em 2018, em parceria com o Ministério da Saúde servirá como piloto para a criação de outros serviços de atendimentos às mulheres em outros Estados brasileiros.

Como reconhecimento pelo trabalho de excelência recebeu vários prêmios em nível nacional, como destaque para o segundo lugar na I Amostra de Experiências de Práticas bem Sucedidas em Segurança do Paciente do Estado do Piauí. A premiação foi entregue para os profissionais do Núcleo de Segurança do Paciente (NSP) e da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) que estão envolvidos diretamente nessas ações por conta do bom desempenho na implantação e monitoramento das ações de gestão de segurança do paciente. 

Já o Banco de Leite Humano ( BLH) foi credenciado nacionalmente com  qualificação máxima da Rede Global  de Bancos de Leite Humano, na Categoria A, com Padrão Ouro - pelo segundo ano consecutivo. O Banco de Leite da Mder foi avaliado pelo sistema de informação dos seus  processos.

Melhorias
A MDER realizou cerca de nove mil partos neste anos, uma média de mais de 700 por mês e além de prêmios, a Instituição premiou seus pacientes como dezenas de reformas e ampliações realizadas no decorrer do ano, com o intuito de se adequar à sua estrutura e oferecer melhor atendimento ao binômio mãe/bebê. Dentre as mudanças, o destaque para a criação de mais 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTI neonatal). Com a ampliação, a maternidade passou a ter 30 leitos de UTI neonatal, além de 37 leitos de cuidados intermediários para atender os bebês prematuros que necessitam de cuidados especiais. Um investimento realizado com apoio do Governo do Estado com o objetivo de diminuir os índices de mortalidade infantil e que representou mais um passo na ampliação dos atendimentos de alta complexidade, o que contribui para a melhoria do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). Somados aos leitos de atendimento obstétrico e os aos quartos PPP (Centro de Parto Normal), a Evangelina conta hoje com 224 leitos, além de 20 da Casa da Gestante.

Outro destaque importante foi a criação dos primeiros leitos estruturados da Rede de Atenção Psicossocial (Raps) do Estado. O serviço hoje contempla pacientes com sofrimento mental e com necessidades de saúde como, por exemplo, os decorrentes do uso de álcool, crack e outras drogas, que serão acolhidas por uma equipe multiprofissional que oferecerá atenção diferenciada, estruturada e qualificada. 

Para dar maior agilidade na assistência à mulher e aos recém-nascidos, a Maternidade Dona Evangelina Rosa adotou, como uma das estratégias para otimizar o atendimento, a “descentralização”, ou Farmácias Satélites, em vários setores da instituição. A primeira unidade implantada fica próxima ao Centro Cirúrgico.

O diretor geral da MDER, médico Francisco Macêdo, ressalta que estas ações são metas que estão sendo colocada em prática pelo projeto de Reestruturação da Maternidade. “A Farmácia Satélite foi uma das nossas prioridades elencadas que, entregue ao setor de Farmácia, vai gerar tanto economia como otimização do serviço”, explicou o diretor.

Outras atividades de melhorias estruturais continuam sendo adotadas na Maternidade e realizadas paralelamente, como a melhoria da estrutura do Centro Obstétrico e Centro Cirúrgico.

Outras áreas foram recuperadas, como, banheiros e instalações elétricas das enfermeiras, além de piso e paredes. A climatização de vários espaços também foi realizada.

Avanços
Com histórico de pioneirismo na bagagem, a Maternidade Dona Evangelina Rosa (MDER) deu mais um passo para compor sua história, com a realização da primeira cirurgia no Piauí de correção cirúrgica primária de Gastrosquise fetal no momento da cesariana (antes do clampeamento do cordão umbilical). Para a realização do procedimento, o envolvimento de uma equipe multiprofissional e o resultado exitoso: mãe e bebê estão em boa recuperação, sendo acompanhados na Maternidade.

Investimento em pessoal
Além das reformas e ampliações, a Evangelina investiu em capacitações dos profissionais da Casa. Foram dezenas de cursos, simpósios, oficinas que contemplaram centenas de profissionais.

Foi também neste ano que a MDER empossou 174 profissionais aprovados no processo seletivo da Instituição. A equipe que passou a integrar o quando da Instituição Hospitalar é composta por profissionais na área de enfermagem e médicos obstetras, ultrassonografistas, psiquiatras, como também intensivista da neonatologia.

Novos equipamentos
O investimento em equipamentos também inclui os avanços realizados em 2017. Apenas da última semana Maternidade recebeu cerca de R$ 600 mil em equipamentos de última geração que serão disponibilizados para as Unidades Neonatais da Instituição Hospitalar. Ao todo, a Maternidade deverá receber cerca de R$ 1,8 milhões em equipamentos, com recursos oriundos da Secretaria de Estado da Saúde e do Ministério da Saúde.

Nessa primeira etapa, são entregues 20 monitores com capnografia, que analisam e registram a pressão parcial de gás dióxido de carbono (CO2) durante o ciclo respiratório. Além de 35 bombas de infusão, aparelho médico-hospitalar utilizado para perfundir líquidos, tais como fármacos ou nutrientes, com controle de fluxo e volume nas vias venosa, arterial ou esofágica.

Na segunda etapa, a ser realizada no início de 2018, serão disponibilizados incubadoras, equipamentos de fototerapia ventiladores, multiparâmetros, aspiradores, oftalmoscópios (instrumento utilizado para a observação das estruturas oculares, mais especificamente na fundoscopia ou oftalmoscopia - observação do fundo do olho), além de poltronas.

Para 2018, a projeção é de mais mudanças. O diretor geral da Instituição, médico Francisco Macêdo destacou que neste ano houve a preocupação de construir mais leitos de Utis neonatais como objetivo de reduzir índices de mortalidade infantil. “E isso nós conseguimos e a meta para 2018 é avançar ainda mais”, disse Macêdo lembrando mais uma grande reforma e ampliação da Maternidade Dona Evangelina Rosa (MDER), a ser realizada. A unidade vai contar com cerca de 50 leitos a mais, entre UTI neonatal e obstétrica. “Todas essas mudanças estruturais a serem realizadas na Instituição fazem parte de um processo de transição, a ser realizado em paralelo às obras do Centro Materno Infantil, que já foram iniciadas.

Por Astrid Lages


Comente!


23/02/2018 as 11:49h

Na APPM, Florentino Neto reforça agenda de repasse do cofinanciamento

Somente esta semana, foram repassados mais de R$ 8 milhões

23/02/2018 as 10:25h

Equipamentos irão melhorar o atendimento de pacientes da Evangelina Rosa e HGV

Os equipamentos é um avanço nas condições de atendimento da saúde do Estado do Piauí.

23/02/2018 as 10:18h

HGV e Maternidade recebem novos equipamentos

A Maternidade Evangelina Rosa e o HGV receberam novos equipamentos adquiridos através do programa Renova Saúde.

22/02/2018 as 11:18h

Renova Saúde entrega equipamentos para Evangelina Rosa e HGV

Cerca de R$ 1,7 milhões em investimentos

22/02/2018 as 08:50h

FEPISERH realiza nova licitação para funcionários terceirizados

A economia gerada vai ser de quase 30%.

21/02/2018 as 15:10h

Governo anuncia nova etapa de Mutirão de Cirurgias Eletivas

Agora serão realizadas cirurgias pediátricas, iniciando em março no Hospital de Floriano