Informamos que em obediência a legislação eleitoral (Lei nº 9.504/97), o Governo do Estado do Piauí, através dos seus órgãos da Administração Direta e Indireta, limita sua publicidade informativa aos piauienses, e a quem possa interessar, pelo período eleitoral, compreendido entre 05 de julho, até 07 de outubro de 2018.

Voltar para Página Principal

COORDENAÇÃO DE DOENÇAS TRANSMISSÍVEIS

PROGRAMA ESTADUAL DE DST/AIDS

A MISSÃO

  • Diminuir a vulnerabilidade da população do Piauí em adquirir DST’S e HIV/AIDS
  • Buscar melhoria na qualidade de vida das pessoas afetadas
  • Reduzir o preconceito, a discriminação e os demais impactos sociais negativos das DST/HIV/AIDS, através de políticas públicas pautadas pela ética e compromisso com a promoção da saúde e da cidadania, em consonância com os princípios do SUS.

ATRIBUIÇÕES:

  • Realizar Campanhas educativas/informativas para população em geral (carnaval, festas juninas, dia mundial da AIDS, entre outros)
  • Adquirir e distribuir insumos de prevenção (preservativos masculinos, femininos e gel lubrificante)
  • Adquirir e distribuir insumos informativos para educação sexual (próteses, álbuns seriados, folders, cartazes, banners, faixas, etc)
  • Construir e executar Planos de enfrentamentos da epidemia voltado para populações que se encontram em maior vulnerabilidade (SPE - jovens/adolescentes), HGT - gays e travestis, Feminização – mulheres em geral, lésbicas, prostitutas)
  • Implantar a logística de expansão do Teste Rápido para HIV no Estado;
  • Promover fortalecimento do Controle Social através de articulação com ONG`s, bem como realização de editais de projetos e eventos para OSC.
  • Contribuir com organização e melhoria da rede de atenção as pessoas vivendo com AIDS no Piaui, através da: aquisição e distribuição de formula láctea infantil, realização do procedimento reparador de lipodistrofia, implantação do protocolo de suplemento alimentar, aquisição de medicamentos para prevenção e tratamento de infecção oportunista, DST`s e dispensação dos antirretrovirais, articulação com hospital de referencia Instituto de Doenças Tropicais-IDTNP, com LACEN, monitoramento do CTA`s e SAE`s)
  • Promover qualificação profissional através de capacitações/treinamentos em consensos/protocolos ministeriais de enfrentamento das DST/Aids.
  • Apoiar e contribuir com desenvolvimento humano e institucional através de apoios para participação em eventos diversos sobre a epidemia, bem como aquisição de materiais permanentes, equipamentos de informática e eletrônicos visando melhoria de atuação dos serviços que trabalham DST/Aids.
  • Realizar vigilância epidemiológica da epidemia no estado, monitorar sistema de informação SINAN e indicadores especialmente de pactuações, supervisionar e assessorar municípios.